Na amplidão do universo
Vejo uma lua imensa
Um brilho de luz intensa
Nesta noite de luar
E fico aqui a imaginar.
De onde vem este lume
Que ao sol provoca ciúme
E traz consigo a magia
Que transforma a noite em dia
C'o aroma de seu perfume

Esta lua enluarada
Que à noite escura clareia,
Muito mais que a lua cheia.
Ela vem pra iluminar
As verdes ondas do mar
Jogando bruma na areia
E com um olhar de sereia
Lança seus raios e réstia
E jogando fora a modéstia
A mãe terra homenageia

Como é linda a SUPERLUA
Que à noite densa ilumina
Que ao poema empresta a rima
E a própria paixão inspira
Que o mundo inteiro admira
Pelo seu brilho alado
E este teu luar prateado
Eu vou guardar na retina
Pois tu és a obra prima
Que inspira os apaixonados

Autor POMPEO DE MATTOS
Deputado Federal PDT - RS